Matemática: nosso método

Sabemos que um ponto muito importante para a aprendizagem de cada área da Matemática é a consolidação de seus conceitos fundamentais e que o jeito mais eficiente de aprender não é decorando extensos teoremas e suas definições, mas sim através da prática! Praticando e aperfeiçoando cada um dos fundamentos matemáticos ampliamos o nosso entendimento a respeito de suas relações e implicações com outras áreas, facilitando a aprendizagem dos aspectos mais complexos.

É muito comum que um aluno de ensino médio saiba como resolver uma equação de segundo grau com facilidade porque conhece de cor um famoso método: a fórmula de Bhaskara!

Resolver uma equação de segundo grau pode se tornar algo tão mecânico que o aluno muitas vezes deixa de perceber suas implicações em situações menos explícitas e, da mesma forma que os conceitos passam despercebidos, a aprendizagem pode acabar se tornando meramente temporária, o que prejudica a aprendizagem futura e o entendimento geral da matéria.

Muitas vezes, este mesmo aluno que sabe de cor que \Delta=b^2 – 4 \cdot a \cdot c, não saberia encontrar as raízes da função, os pontos em que a parábola corta o eixo das abscissas, os valores para o qual a função é nula ou o valor que maximiza a função. De uma forma mecânica, até podemos encontrar uma resposta, mas isso de nada adianta se não soubermos o que ela significa, pois não seremos capazes de entender suas implicações e suas relações com o resto do mundo.

No setor da produção de Matemática da Queepi, nos especializamos em exercícios rápidos.

Nossos exercícios favorecem a prática dos fundamentos e de cada nuance da matéria que entra em foco; tentamos sempre manter o controle da dificuldade e da complexidade de cada questão e, ao mesmo tempo, fornecer uma variabilidade enorme de questões.

Com esses valores em mente, criamos os exercícios a partir de um conceito essencial para o entendimento de cada tópico ou uma implicação importante que este tenha. Buscamos, desta forma, fazer com que o usuário tenha a experiência completa da aprendizagem de todos os pilares necessários para o entendimento por completo de cada área, desde as aplicações mais simples, até as mais complexas.

No início de cada matéria, começamos com exercícios mais fáceis, onde a ideia que estamos expondo está mais explícita e a aplicação dos mesmos pode parecer até trivial.

Após fixar o conceito nas questões mais simples, o usuário passa por exercícios cada vez mais difíceis, onde aquele fundamento, antes explícito, segue sendo aplicado de uma forma cada vez mais sutil, chegando aos desafios que põem em prática o raciocínio matemático e a percepção dos conteúdos mostrados anteriormente sendo levados até seus limites. Tentamos controlar essa transição de dificuldade para que ela aconteça de uma forma mais suave, evitando aquelas sequências de exercícios no qual temos um abismo de dificuldade entre uma questão e outra.

Um exemplo prático sobre nosso método:

Nosso usuário começa respondendo questões simples:

A função y = 15 é crescente?
E a função y=15x é crescente?

A complexidade da expressão vai aumentando..

A função y = 15x + 5 é crescente?
E a função -y = 15x + 5 é crescente?

Tentamos passar cada conceito para o usuário inicialmente de forma isolada e após praticar esses conceitos partimos pra exercícios mais completos:

Qual deve ser o coeficiente a para a função y=ax+b ser crescente?
Onde a função y=ax+b vai cortar o eixo das abscissas?

E sempre que possível tentamos contextualizar as questões com interpretação de imagens ou gráficos, em que um novo nível de abstração é necessário para a compreensão, convidando o usuário a perceber a amplitude e a importância dos conceitos que aprendeu.

Qual é a função do gráfico?

Até chegarmos a questões que envolvem a matéria de uma forma mais compacta, praticando a interpretação de tudo que foi aprendido.

Sabendo que um reservatório de água esvazia de acordo com a função horária y = -4t+12 Em quantos minutos o volume de água no reservatório chegará a zero?

Após fortalecer os fundamentos, essenciais para a aprendizagem, oferecemos questões que possuem uma maior contextualização em situações práticas, ou seja, aquelas contas que eram totalmente abstratas começam a tomar uma forma mais palpável, contribuindo para o entendimento da importância e da amplitude em que cada conceito matemático pode ser aplicado, estimulando a concretização do aprendizado e da interpretação de informações e suas diversas aparências.

Um dos grandes diferenciais da Queepi está nas inúmeras possibilidades de transição entre nossos milhões de questões. O usuário não tem acesso somente àquele UM exemplo “fácil” do livro, disponibilizamos centenas de questões diferentes para cada exercício e nível de dificuldade específicos! Assim, conforme a necessidade e as facilidades e dificuldades de cada um, é possível avançar na matéria de uma forma mais orgânica, com um ritmo mais acelerado ou não: pulando as questões que são consideradas “fáceis”, treinando poucas variações de cada ou praticando um assunto determinado quantas vezes forem necessárias até que se sinta seguro para avançar.

Esperamos que nossos usuários sigam o ritmo mais conveniente para cada situação, podendo praticar por quanto tempo quiser cada conteúdo sem ter que refazer questões exatamente iguais e tendo a possibilidade de desafiar seus limites com questões cada vez mais difíceis naqueles assuntos que têm mais facilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *